Que tipo de site deve ter a minha empresa

By Vitor Rodrigues 6 meses atrás

Comecemos pelo princípio: ao perguntar “que tipo de site deve ter a minha empresa” estamos a assumir que já tomou uma decisão inicial. Ou seja já decidiu que quer ter um site, ao invés de ter apenas presença nas Redes Sociais. Começamos por este pequeno esclarecimento porque somos abordados por muitos clientes com a questão de saber se fará mais sentido ter um site ou uma página de facebook. Vamos deixar a resposta a essa pergunta para outro artigo.

A resposta rápida a esta pergunta é: depende da experiência que já tem na comunicação digital…

Diferentes empresas têm diferentes necessidades e diferentes orçamentos também. Quando procuramos na net artigos sobre este tema, eles normalmente seguem esta abordagem, que eu chamaria de técnica, para ajudar a responder à pergunta “que tipo de site deve ter a minha empresa”.
São critérios válidos mas, do que temos experienciado com as PMEs portuguesas que querem ter uma presença web, há um fator inicial que nos parece tão ou mais importante que isso. Qual é a experiência interna que a sua empresa tem nesta área de comunicação digital.

 

O mais importante é a experiência

site empresa

Assim como provavelmente não faz sentido comprarmos um Ferrari mal acabamos de tirar a carta, provavelmente também não fará muito sentido criar uma Loja Online, com stocks automaticamente integrados com o software de gestão, se nunca tivemos antes sequer uma presença online.

Não estamos a dizer que tecnicamente até não faça sentido, não é isso. O que queremos dizer é que se vamos agora iniciar a nossa presença online então, para além da vertente técnica associada (que gestor de conteúdo (CMS) vamos usar, que domínio vamos registar, etc) devemos considerar também qual a experiência que já existe dentro da empresa na utilização destas ferramentas, bem como na própria abordagem que devemos ter quando falamos em estar e comunicar online.

Ter um site é comunicar

No artigo anterior sobre os sites de uma página já referimos que na Samsys consideramos que desenvolver um website é acima de tudo um trabalho de comunicação e não tanto um trabalho técnico. Claro que há especificidades técnicas que, consoante o tipo de site, podem ter mais ou menos impacto. De qualquer forma toda a técnica do mundo é insuficiente se não soubermos comunicar corretamente.

Por isso é que a experiência nas diferentes áreas relacionadas com comunicação são tão importantes para perceber que tipo de site faz sentido termos. Ainda mais se esta for a primeira experiência online que a empresa quer fazer.

site empresa

Não sabe se tem experiência em comunicar?

Será sempre vantajoso termos especialistas de marketing, design, fotografia, entre outros, mas mesmo que não os tenha, de certeza que a sua empresa, se já está no mercado, já teve que comunicar de qualquer forma. E é para essa experiência que podemos olhar.

Como é que fazem atualmente para conquistar novos clientes? Que características veem, no vosso dia-a-dia de contacto com o mercado, que são valorizadas pelos vossos clientes? E que material de apoio usam atualmente para comunicar? De certeza que alguém na empresa já fez um pequeno catálogo, que se calhar não é fabuloso, mas que tem funcionado. Ou então até já tiraram algumas fotografias com o vosso telemóvel e que de alguma forma já demonstra o fazem.

Tudo isto vai ajudar a perceber que tipo de site deve ter, na medida em que, ter ou não ter desde o início uma ideia do que querem comunicar faz uma grande diferença, quer a nível de foco, quer a nível de valor de investimento. Quando conseguimos focar num tema, normalmente somos mais eficientes e por isso o investimento necessário também é melhor aplicado.

Experiências passadas ajudam a definir o futuro

Outra questão muito importante é perceber se a sua empresa já teve alguma experiência de presença online. O simples facto de a sua empresa já ter tido um site anteriormente, independentemente se o retorno foi positivo ou não, já lhe permitiu perceber que o próprio processo de criar um site é um pouco diferente do que talvez estivesse a pensar (mais foco nos conteúdos e menos na técnica).

Da mesma forma, já o obrigou a pensar, pelo menos uma vez, na estratégia de comunicação que quer seguir. E, a partir do momento que está online, já percebeu que a expectativa das pessoas que chegam ao seu website é que, qualquer contacto que surja a partir dele, seja respondido num tempo, que normalmente, se espera mais rápido do que se esse contacto viesse de outro meio.

Para além disso, os próprios colaboradores dentro da empresa já aprenderam a lidar com mais este novo canal de comunicação. Se calhar a sua equipa de vendas já começou a perguntar se entraram novos contactos pelo site. Ou então o seu chefe de produção já lhe enviou novas fotos para colocar no site. Tudo isto é experiência que passa a existir dentro da sua empresa e que vai ajudar a que um novo site tenha mais sucesso.

Por isso é que normalmente torcemos um pouco o nariz quando uma empresa que nunca teve nenhum tipo de presença online, seja website, redes sociais, ou outro, que às vezes até ainda usa um email não personalizado (por exemplo gmail, hotmail, ou outro), nos pede para criar uma Loja Online… tecnicamente podemos fazê-lo, mas tipicamente vai ser um processo longo e atribulado. Provavelmente com o mesmo investimento poderia criar outra solução de comunicação digital mais interessante e com uma maior possibilidade de retorno.

E então que tipo de site deve ter a minha empresa?

Tendo em conta tudo o que dissemos, essa é uma definição que normalmente faz sentido fazer em conjunto com a empresa que o vai ajudar a criar esse site.

Enquanto especialistas em desenvolvimento, comunicação e design, assumimos como nossa responsabilidade ajudar a fazer o levantamento de necessidades de cada empresa e análise da experiência nas respetivas áreas, de forma a aconselharmos aquelas que consideramos ser as mais adequadas soluções do mercado..

Considerando estes fatores, enquadramos a melhor abordagem para cada empresa. Sendo que para nós, na Samsys, algo que é muito importante é ter uma perspetiva de que o site é um investimento… deve-se pagar a ele próprio, e isso quer dizer que, saber se é um site institucional, portfolio, loja online simples, loja online, com stocks automaticamente integrados com o software de gestão, ou outra opção é algo que fará sentido definir em conjunto com uma estratégia global de comunicação que potencie este novo canal que a sua empresa está a abrir ao mundo.

 

 


Vitor Rodrigues

Vítor Rodrigues trabalhou durante muitos anos como programador web tendo desenvolvido websites desde 1999. Desde 2012 coordena a equipa Web da Samsys, que durante este tempo desenvolveu mais de 100 sites em WordPress, desde sites institucionais, a lojas online, incluindo soluções específicas de integrações com outros sistemas.

Nos próximos meses vai publicar um conjunto de artigos baseados em dúvidas. Dúvidas recolhidas das diferentes conversas que teve com clientes ou potenciais clientes. Se tiverem alguma questão que lhe queiram colocar preencham o formulário em baixo.

Vamos falar mais sobre este assunto?


  • Por favor leia a nossa DECLARAÇÃO DE PROTEÇÃO DE DADOS antes de submeter o formulário.

 

 

 

Categoria:
  Notícias
este artigo foi partilhado 0 vezes
 100